Padrões de Projeto x Metodologias: quais as diferenças e semelhanças?

Quando falamos de governança corporativa e estratégias de ação, surgem vários termos diferentes que podem ser confundidos pelos executivos. Por exemplo, você sabe diferenciar padrões de projeto e metodologias?

Essa diferenciação é importante pois esses dois termos descrevem ferramentas importantes para a otimização dos processos internos da empresa, além de maior eficiência em alcançar suas metas e objetivos.

No entanto, ao confundir os termos, é possível aplicar as ações erradas e que não trarão os melhores resultados.

Quer saber mais sobre o assunto? Então siga a leitura abaixo!

O que são Padrões de Projeto?

Quando falamos de governança corporativa, administração e qualidade, os padrões de projeto são descritos como normas técnicas que devem estabelecer os requisitos mínimos, regras, as diretrizes e características de produtos ou serviços.

Vale mencionar que a obediência às normas técnicas dos padrões de projeto não é obrigatória, mas normalmente é visto como uma boa ação de governança corporativa e até mesmo uma ferramenta de marketing.

Os dois padrões de projeto mais famosos e mais comuns do mundo e no Brasil são o ISO (Organização Internacional de Normalização) e ABNT (Associação Brasileira de Normas Técnicas).

Já para o gerenciamento de projetos, o padrão mais comum usado é o Project Management Institute (PMI), com diretrizes e normas para a condução dos projetos das empresas.

Tentando resumir de maneira básica, os padrões de projeto são um conjunto de regras para alcançar um requisito mínimo adequado em termos de controle de qualidade.

Basicamente, eles ajudarão a manter o controle dos seus projetos em um mínimo aceitável para ser bem visto pelo mercado.

O que são metodologias?

Agora que já entendemos o que são os padrões de projetos, é hora de falarmos sobre as metodologias. Afinal, o que elas são?

Uma metodologia é o ordenamento lógico e filosófico de como realizar um determinado projeto, alcançar uma meta específica ou simplesmente organizar a operação da sua empresa.

Não se trata de um conjunto de regras para atingir um mínimo de qualidade, mas sim um encadeamento de processos para poder atingir um objetivo maior, como a produção em série de algum produto.

Existem diversas metodologias que funcionam para todos os tipos de empresas e operações no mercado atualmente.

Um exemplo de metodologia de gestão de projetos e governança corporativa é a Seis Sigma. Ela usa uma série de estatísticas para fazer uma medição rigorosa das inconformidades de um produto ou serviço.

Sempre que identifica uma inconformidade, a metodologia coleta as informações necessárias para corrigi-la. O objetivo final é fazer com que a sua produção seja 99,9996% livre de defeitos, o que diminui os gastos com reembolsos ou desperdícios.

Outro bom exemplo é a metodologia Zoop, desenvolvida na Alemanha nas décadas de 70 e 80. Ela consiste em planejar projetos orientados por objetivos. São 4 passos:

  • Analisar a situação;
  • Elaborar soluções;
  • Colocar em prática;
  • Avaliar os processos e resultados.

Um exemplo de metodologia muito conhecida é a Waterfall (Cascata, em português). Ela consiste em estabelecer uma ordem lógica para que as tarefas sejam cumpridas, organizando a execução das etapas de maneira vertical.

Assim, uma tarefa só pode ser realizada quando a antecessora for cumprida.

A Metodologia FEL, também conhecida como phase-gates, é uma versão “horizontal” da Waterfall. Ela é muito usada para projetos de grande porte pois separa todas as ações necessárias para atingir um objetivo em portões de decisões (chamadas de gates). Sempre que a equipe chega a um desses portões, os gestores devem definir se seguem ou não com o projeto.

Como escolher entre eles?

Agora que já entendemos quais são as semelhanças e diferenças entre padrões de projeto e metodologias, podemos compreender como ambos devem ser utilizados dentro da sua empresa.

O ideal é que os padrões de projeto sejam obedecidos para garantir a qualidade dos seus produtos, serviços e projetos, mantendo sempre um mínimo aceitável para o mercado.

Enquanto isso, a metodologia do seu negócio ditará como a sua empresa será operacionalizada e direciona a ação interna do seu fluxo de produção.

Pense da seguinte forma:

  • a metodologia é o motor que move a sua empresa para frente até alcançar o seu objetivo;
  • os padrões de projeto são os elementos de controle para garantir que tudo está indo bem e de acordo com o que o mercado considera como “de qualidade”.

Agora que você já tem essas informações, pode explorar melhor essas duas ferramentas dentro do gerenciamento da sua empresa.

É importante ter em mente que todos os principais padrões de projeto do mundo e todas as principais metodologias se baseiam no uso de dados, informações técnicas e relatórios para funcionar.

Por isso, sua empresa precisará de uma consultoria de tecnologia e informação para poder colocar essas ferramentas em prática e obter o melhor que elas podem oferecer para o seu negócio.

Quer saber como o nosso time pode ajudar a sua empresa a colocar em prática as melhores metodologias e padrões de projeto? Então entre em contato agora mesmo!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

WhatsApp chat